25 maio 2011

Onze anos para por um branco com curso superior atrás das grades

Ou ainda: "Como o STF ri da cara da gente".



Onze anos depois da morte da jornalista Sandra Gomide, o assassino confesso, o também jornalista Antonio Marcos Pimenta Neves, começou a cumprir a pena. O último recurso contra a sentença de condenação foi julgado nesta terça-feira (24) pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Ele passou a noite sozinho em uma cela do 2º Distrito Policial, no Bom Retiro, na região central de São Paulo. O jornalista não dormiu e recebeu o café da manhã por volta das 6h30. Pimenta Neves não havia aceitado a refeição na noite desta terça-feira.

leia mais

4 comentários:

Carlos Cwb disse...

Aposto um barril de chopp que esse cara não fica um ano na cana dura. Vão dar um jeito de mandá-lo pra casa, com escolta às nossas custas...Ou nossas costas, como preferir...

Histórias do Rio de Janeiro disse...

Concordo com o amigo que comentou anteriormente, já acrescentando que, o sr Pimenta já completou 70 anos, o que automaticamente já lhe dá o direito de reduzir metade da pena, então não falemos mais em 15 e sim em 7 anos e meio, sem contar que ele é hipertenso e alguma coisa a mais que os advogados irão argumentar...
Vai querer pizza de que para acompanhar o chopp?

cleofas astronium urundeuva disse...

povo do meu país,iqual a voces eu me sinto envergonhado,pelo episódio.onze anos este judiciário nosso demorou para prender um assassino afortunado,temos que fazer reformas urgentes neste poder,pois somos todos brasileiros com direitos e deveres iquais,e a lei deve ser iqual para todos,reforma já do codigo penal e no poder judiciário

Lucas Kava disse...

A palavra "Justiça" já perdeu totalmente o sentido aqui no Brasil. Igualdade? Hã? Não conheço não. Se fosse um cidadão pobre, ele já estaria mofando na cadeia. Tribunal? Tá mais pra CIRCO, isso sim!