08 dezembro 2012

Tenho que rir


Na Alemanha, cábrio não tem vez.

 A temperatura ao longo do ano não permite.

 Claro, com excessão de alguns dias do verão.

 Mas para carro tão caro, o indivíduo precisa usar pelo que pagou.

 Como você podem ver, aí está o resultado.

Tenho que rir.

Esse aí é o exemplo máximo do que a Danuza Leão falou sobre a exclusividade do ter, do possuir.

2 comentários:

Anônimo disse...

Em Teresina tem um monte de "bem nascido" que tem carro com teto solar!! É que por aqui sol é tao escasso que tem que aproveitar as raras oportunidades que ele aparece!!

Janice Adja disse...

Acho que quem compra carro muito caro, deve ter dois.