07 março 2012

Esses milicos são ridículos

6 comentários:

Tibiriça disse...

Eu não acho que os "milicos" sejam ridículos eles simplesmente foram usados para atender a necessidade dos americanos, assim como ocorreu em toda a América Latina e por outra entendo que reabrir as cicatrizes do golpe não servem para mais nada. Assim como os americanos defendiam os seus interesses, os russos também o faziam com o seu comunismo internacional, e no que deu, nós fomos os mariscos, entre o mar e o rochedo. Acho que atualmente existem preocupações muito maiores com a nossa inserção no mundo do que ficar nos digladiando em comissões da verdade, que como disse só servem para desestabilizar o momento político brasileiro. Se querem culpar alguém e levar para um tribunal, vão a Washington ou ao Kremlin foi aí que tudo começou.

Anônimo disse...

Vozes da caverna

Escutamos grunhidos, pensamos ser vozes dos porcos selvagens. Mas, não era. Parecia um rosnado, vozes de lobos, que sem latirem, arreganham os dentes. Mas, não era.

Fomos olhar mais de perto, eram os gorilas, mas não era os do zoológico. Eram sim, os gorilas que saíram da caverna da caserna de 1964. E por estarem ainda soltos, alguém avisa, cuidado !! Levem a Liberdade para um lugar seguro !!

Ana Paulina Paraupaba
07-03-2012.

Anônimo disse...

Debaixo do edredom do Tio Sam

No Brasil, antes do golpe civil-militar prevalecia o Estado democrático de direito. A quebra da ordem democrática foi efetuada por um grupelho de coronéis e generais, aliados com políticos e empresários igualmente golpistas e entreguistas, todos a serviço do estrangeiro, recebiam ordens de Washington. Sobre isto nenhuma novidade, documentos da CIA liberados depois por força de lei, revelam os detalhes.

Antes de 1964, logo depois da renúncia do presidente Jânio Quadros (UDN-SP), tentaram dar um golpe para impedir que o vice-presidente Jango, que fora eleito pelo povo brasileiro (o vice era votado em separado), assumisse legalmente a Presidência da República, conforme determinava a Constituição. Mas, impedidos pelas forças democráticas lideradas pelo então governador Leonel Brizola (PTB-RS) e pelo então 3º Exército, o golpe foi evitado.

Finalmente, em 1964, eles conseguiram ter sucesso, rasgaram a Constituição que deviam por juramento defender e se apoderaram do poder pelas armas, obedecendo a um comando estrangeiro.

Enquanto em alto mar, na costa do litoral brasileiro, uma esquadra estrangeira armada (atualmente a 4ª Frota) ficou na espreita esperava que os militares golpistas cumprissem a tarefa de trair a pátria brasileira, missão executada com sucesso. Estava assim iniciada em 1º de abril de 1964, a tenebrosa noite da ditadura que durou 21 anos. Tudo traição e desonra debaixo do edredom do Tio Sam, esta foi a "guerra" !!

Ana Paulina Paraupaba
08-03-2012

Anônimo disse...

A fábrica de comunistas

Os milicos, generais e coronéis golpistas de 1964, mandaram fechar a Faculdade de Filosofia, em Pernambuco, argumentando que aquilo era uma fábrica de comunistas ...!!

Adestrados e treinados para o golpe e o fascismo, cumpridores das ordens de Washington, não podiam ver ninguém inteligente... chamavam qualquer um de comunista. Por exemplo, o grande economista Celso Furtado foi considerado comunista !!

Conforme se pode notar, eles tinham também essa propriedade de serem ridículos, sim senhor...!!

Ana Paulina Paraupaba
08-03-2012.

Anônimo disse...

Riocentro

Os terroristas militares planejaram um atentado, preparam um serviço "bem feito", para matar milhares de pessoas de todas as idades que foram assistir um inocente festival no Riocentro, na cidade do Rio de Janeiro.

Mas, um acidente de trabalho, evitou o massacre e o terror, quando uma das bombas explodiu no colo do sargento que manuseava o artefato e o matou, e ainda feriu o capitão.

Objetivo dessa missão "heróica", praticar um crime hediondo, matar milhares de brasileiros inocentes, condenados antecipadamente à morte por terem ido assistir um festival de música, para depois usar esse genocídio através da propaganda de massa e colocar a culpa nos subversivos ...!!

Depois fizeram um inquérito totalmente falso para tentar encobrir o ato terrorista. Os covardes ainda tiveram a ousadia de afirmar que a bomba fora jogada de fora pelos subversivos...!! O militar graduado que assinou a farsa desse inquérito foi depois recompensado, promovido à general.

A melhor forma de não repetir um crime é a lembrança do erro. Ninguém deve negar ou esquecer o passado, somente os criminosos e covardes tentam negar a sua própria história.

Ana Paulina Paraupaba
08-03-2012.

Anônimo disse...

Esquecer jamais

"Ninguém deve negar ou esquecer o passado, somente os criminosos e covardes tentam negar a sua própria história". [Ana Paulina Paraupaba].

Concordo com Paulina, não devemos esquecer jamais ...!! Sabemos que essa parte tenebrosa da recente história brasileira ocupará ainda muitos livros, além dos que já existem.

Interessante, os comentários estão assinados por nomes ou codinomes brasílicos. Martim Afonso (Tibiriça), Ana Paulina (Paraupaba), ambos nomes importantes da História do Brasil.

José Cirilo
11-02-2012.